(61) 3226 - 9477

Ser humano é o nosso diferencial

Com as constantes transformações do mundo, principalmente no cenário atual, em que a Pandemia causada pelo COVID-19 acelerou as mudanças, que de fato já vinham acontecendo, é inevitável nos sentirmos vulneráveis por sermos humanos.

Sair da zona de conforto, ser obrigado a se adaptar e se reinventar rapidamente, nos dias atuais, é uma questão de sobrevivência. Temos um novo estilo de vida, com novos costumes, novas formas de interação e até mesmo de alimentação, que foram impactados pela inserção cada vez maior de tecnologia em todos os processos, o que representa, para a maioria das pessoas, um desafio.

Curioso é que, por mais contraditório que pareça ser, o fato de SER humano, não no sentido da espécie mas sim do comportamento, virou também uma potencial ferramenta de fortalecimento da humanidade e superação de desafios.

Você deve estar se questionando - O que então é ser, humano?

Essa definição contempla um conjunto de comportamentos que já possuímos apenas por fazermos parte da raça humana.

De acordo com a definição no dicionário, são sinônimos da atitude humanitária: agir com empatia, ser compreensivo, bondoso, benevolente, sensível, generoso, caridoso, piedoso, misericordioso, afável e condolente. E também ser mundano, terreno, “de carne e osso”, real, poder errar e fazer do erro uma oportunidade.

O que nos faz complexos e diferenciados é a mente, a racionalidade, o poder de pensar e a partir disso mudar uma realidade, o que nos separa de todos os outros seres vivos e recursos na terra. Nossa maior fortuna ou fardo, porque a responsabilidade dos resultados da vida, passa a ser inteiramente de cada um.

A sensibilidade é a chave para que o desafio pelas mudanças, seja transformado em uma grande oportunidade, é o poder para ultrapassar cada obstáculo e dificuldade. O que faz com que cada pessoa se fortaleça e faça parte de uma comunidade.

Sensibilidade é sentir, é perceber o outro e se fazer presente, criar, compartilhar com os semelhantes a oportunidade de viver. Poder entender que fazemos parte de um todo e que não estamos sozinhos.

O mundo precisa que você seja mais humano
A vulnerabilidade é uma vantagem. Humildade é fundamental.

Cada ser humano, já nasce com uma programação mental a partir de fatores genéticos, e ao longo da vida, com as experiências e aprendizados, constrói verdades próprias de certo e errado, possível ou não, por isso cada pessoa pensa de forma diferente de outra, até mesmo dentro de uma mesma família ou cultura.

Normalmente, quando pensamos na palavra vulnerável, nos vem a imagem de um ser indefeso, frágil ou exposto a algo ruim, mas ao contrário dessa ilustração mental, uma outra definição para a vulnerabilidade aplicada ao cenário do pensamento, é estar aberto a novas possibilidades, é reconhecer os sentimentos em resposta a uma situação, é se perguntar se uma certeza pode, talvez, não ser exatamente do jeito que pensamos, é aceitar que existem outras formas de realidade a partir da visão de outras pessoas.

Usando a racionalidade podemos entender as diferenças e expandir a nossa consciência, para encontrarmos novas alterativas de ação. A empatia pode ser usada como ferramenta para nos reinventarmos e enxergarmos novas soluções a partir da visão de outras pessoas.

O trabalho, no cenário atual, pode ser um grande desafio para muitas pessoas a ponto da necessidade de criarem novas soluções rápido. 

O trabalho e a automação de processos

Com a aceleração das mudanças de comportamento, as atividades operacionais e lineares sofrerão impactos da automação, o que faz com que muitas pessoas tenham receio de perder seus empregos, pela substituição da mão de obra humana pela tecnologia. As máquinas realmente são eficientes para executarem tarefas "robóticas", que são atividades repetitivas, estritamente operacionais e previsíveis.

Por outro lado, a sensibilidade, a criatividade, o improviso e a conexão emocional, são reações humanas e que, hoje, ainda não podem ser substituídas por máquinas.

Dessa forma, ser humano é a nossa principal vantagem!

Ao saber disso, temos então a oportunidade de potencializar nosso principal diferencial e nos beneficiar ao delegar atividades operacionais, antes realizadas estritamente por nós, para a tecnologia e à automação e colocar o foco em tarefas que exigem a nossa sensibilidade.